Data de Publicação: 24-05-2019

Secretário de Previdência afirma que capitalização vai beneficiar os mais pobres

Secretário explicou vantagens do modelo em audiência na Comissão de Direitos Humanos do Senado

O sistema de capitalização proposto na Nova Previdência vai privilegiar os mais pobres e reduzir as desigualdades na distribuição de renda no país, segundo o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim. Durante audiência pública com foco na capitalização da Previdência, na Comissão de Direitos Humanos do Senado, nesta segunda-feira (20/5), ele explicou que o sistema proposto vai retirar subsídios dos mais ricos e mantê-los para quem recebe menos.

?A grande diferença é que hoje a gente subsidia todo mundo, ou quase todo mundo, e principalmente os que recebem mais. No novo sistema, a gente vai subsidiar apenas os mais pobres, que de fato devem ser subsidiados?, afirmou Rolim. O Secretário apontou que, segundo vários estudos, o atual sistema previdenciário brasileiro é o mais insustentável do mundo, justamente por causa da disparidade desses subsídios.

As mudanças pretendem reduzir os subsídios aos mais ricos, mantendo praticamente o mesmo para os que ganham um salário mínimo ? e que representam 60% dos aposentados pelo Regime Geral. Segundo o secretário, sem a capitalização, a Nova Previdência já diminui os subsídios de quem ganha mais, mas ainda mantém uma parte deles devido à regra de transição. ?Apenas no sistema de capitalização nós eliminaríamos o subsídio para os mais ricos. No sistema de capitalização, sim, o subsídio é apenas para os mais pobres?, frisou.

 Resistência

Na opinião do secretário, a resistência observada se deve ao desconhecimento, por parte da maioria da população, de que hoje o Brasil já tem sistemas de capitalização. Ele explicou que todos os regimes previdenciários de municípios criados a partir de 2004 são capitalizados, com benefício definido. ?E isso vem funcionando muito bem?, salientou.

 Melhores resultados

Leonardo Rolim lembrou que o sistema de capitalização proposto pelo governo aproveita as boas práticas e os melhores resultados de outros países. Além disso, não extingue o sistema hoje vigente, de repartição simples. ?Os dois vão se manter em paralelo. Ele é voltado apenas para os novos trabalhadores. E mesmo os novos podem aderir ao sistema de repartição simples?, afirmou.

 ?Nas diversas avaliações pelo mundo, dos melhores sistemas de previdência, os primeiros são sempre países que têm uma camada de capitalização obrigatória. Como é o exemplo da Dinamarca, da Holanda, da Suécia?, pontuou Rolim.

 De acordo com o secretário da Previdência, os estudos do Ministério da Economia mostram que é possível minimizar os problemas e criar um sistema de capitalização com um benefício transparente e justo. Assim, o sistema previdenciário vai fomentar o desenvolvimento nacional, por aumentar a poupança privada, e garantirá uma aposentadoria digna. ?Sem transferência governamental para os mais ricos, mas com transferência para os mais pobres?, salientou Rolim.

Assessoria de Comunicação do Ministério da Economia


Compartilhe

  • 18/09/2019 Nota Premiada chega ao 20º sorteio mensal com dez novos contemplados
  • 18/09/2019 Operação Posto Legal encontra irregularidades nas regiões Oeste e Sul
  • 17/09/2019 Empresas emissoras da nota eletrônica chegam a 66,2 mil em toda a Bahia
  • 13/09/2019 Confira prazos finais para pagamento do IPVA 2019
  • 12/09/2019 “Operação Avati” desarticula esquema que sonegou R$ 6,5 milhões em ICMS
  • ..

  • Forças de segurança federais iniciam ações integradas no Rio Grande do Sul
  • Alfândega de São Paulo apreende mais de 90 kg de drogas em remessas postais
  • Receita Federal e Secretaria de Comércio Exterior apresentam o novo site do Siscomex
  • Receita disponibiliza abertura de dossiê digital para operações relativas a atos cadastrais no CNPJ
  • Receita Federal realiza 3º leilão eletrônico regional de mercadorias apreendidas
  • ..

  • Nota de Falecimento
  • Curso Perícias Judiciais com 10% de desconto para profissionais registrados no CRCBA
  • CRCBA promoveu reunião com representantes de entidades parceiras
  • VII Encontro da Mulher Contabilista do Extremo Sul da Bahia – Eunápolis (30/05/2019)
  • Curso Lucro Real x Lucro Presumido – Santo Antônio de Jesus (24/05/2019)
  • ..

  • Comissão rejeita exclusão de tributos de base de PIS e Cofins
  • Press Clipping FENACON
  • Presidente do SESCON-SP participa de audiência pública sobre a PEC 45
  • Presidente do SESCON-SP participa de audiência na Câmara dos Deputados
  • SESCON-AM realiza palestra solidária
  • ..

  • Operação da Força-Tarefa Previdenciária prende 12 pessoas na Bahia
  • Nova Previdência vai corrigir injustiças e ajudar a equilibrar orçamento
  • Países defendem reforço na fiscalização e acordos para reduzir fraudes previdenciárias
  • Brasil e Espanha discutem estratégias de combate às fraudes na Seguridade Social
  • Nova Previdência combate privilégios e aumenta transparência, afirma Rolim
  • ..

  • A importância da contabilidade como informação gerencial
  • A reforma tributária e o sintegra
  • Situações de Exclusão do Lucro Presumido
  • Países com Tributação Favorecida e Regimes Fiscais Privilegiados
  • A Licitude ou Ilicitude de uma Prova, no Sistema Probatório Brasileiro
  • ..
    NOTÍCIAS

    FOTOS




    ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES...

    Conheça nossa Equipe

    • NOEMIA OLIVEIRA DA SILVA
    • LORENA DA SILVA SANTOS
    • VANIA ALVES DA SILVA
    • CICERO RIBEIRO DE ALMEIDA NETO

    INFORMAÇÕES



    COMO CHEGAR
    Veja mais...

    Visitas (136421), Online agora (4)
    Astecol Assessoria Contábil LTDA
    Praça Austricliano de Carvalho nº 50 - Centro
    Senhor do Bonfim, BA, CEP: 44790-000 - (74) 3541.3507/3794

    WebMaster e Design: Isomi Luiz da Silva